Sunday Blues

Sunday blues” é um nome bonito para um negócio feio: a combinação de preguiça e melancolia que atinge os proletários do mundo quando vai começando a musiquinha do Fantástico (ou do programa dominical noturno da Polônia ou do Zimbábue), porque pensamos que a segunda-feira é algo fundamentalmente diferente do fim de semana.

O fim de semana dá a impressão de que estamos saindo por alguns instantes do moedor de carne. No fim de semana, quase chegamos a acreditar que estamos livres, que somos donos do nosso tempo. Mas é uma mentira óbvia: o fim de semana existe apenas para que a nossa durabilidade como trabalhadores seja maior. Os fins de semana são o nosso óleo lubrificante. E entendam aí lubrificante como queiram.

Raul já sabia disso. E achava um saco o domingo no zoológico dando pipoca aos macacos. Mas nós alimentamos a ilusão de que algo nos diferencia fundamentalmente daqueles macacos. E que existem grades que nos separam de tudo o que não nos pertence, e nos delimitam: nós não somos aquilo que as grades contêm.

Sunday blues é o nome bonito para um sentimento angustiante: o intervalo entre o cair do pano e o acender das luzes, quando a ficção e a realidade por um instante se borram, e temos a esperança de que talvez não sejam atores, talvez a história de fato tenha acontecido, e a nossa existência precária se justifique, talvez haja um de verdade nisso tudo.

Mas as luzes se acendem na segunda-feira, e lembramos – como é que havíamos esquecido? – que as chaves enferrujadas da jaula estão em algum lugar por aí, e perdemos mais um domingo sem procurar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s